2007-12-20

Ética Maquiavélica Mafiosa e Néo-Futuro-GloCal


É evidente que muitas vezes custa mais salvar e manter em segurança um único assassino ou terrorista perigoso do que salvar 1.000 crianças inocentes de morrerem de fome. É evidente que custaria menos salvar 6 milhões de crianças de morrer de fome do salvar e manter em segurança 6 mil perigosos assassinos, terroristas ou mafiosos incorrigíveis. Mas para muitos italianos a moratória contra a pena de morte foi a maior vitória do governo Prodi e de Italia. Vitóri ou vergonha de uma civilidade mafiosa que dá prioridade a salvar um assassino mafioso condenado à morte nos USA em vez de dar prioridade a salvar 1.000 inocentes?
Na Itália, onde a mafia domina mais na política e cultura, o governo está em primeira linha contra a pena de morte. Assim a mafia pode matar a baixo custo, uma média de €3.000 por assassino. Se, na pior das hipóteses, for preso e condenado, tem a probabilidade passar em média 7 anos na prisão mais civil do mundo, com boa alimentação, TV a pagamento e custos de saúde 2,5 vezes mais da média dos contribuintes.

Uma prisão de grande segurança custa nos USA quase um milhão de dólares por cada preso. O Dr. Joseph Lam, (www.pbtm.it em italiano), diz que com €50 se pode abrir um poço na Etiópia que pode salvar da sede e fome muitas crianças e respectivas famílias. Um senegalês alimentava a família com a agricultura. Uma bomba de tirar água de um poço no valor de 70€ avariou. Deixou de poder alimentar a família e iniciou uma odisseia para a Europa. Se estes dados não estão muito errados, só com o investimento na prisão para mais um perigoso criminal quantos milhares de crianças se podiam salvar?
No UK um preso custa cerca de €50.000 por ano. Em Itália encontrei dados de custos de um mínimo de 70€ a um máximo de 600€ por dia. Muitos dos piores criminosos com melhores advogados passam muito tempo nos hospitais com falsos atestados médicos, com 24 polícias em 3 turnos para evitarem fugas. Outros fogem dos hospitais, inclusive mais de uma vez, com falsos atestados médicos de paralíticos ou outras fintas doenças em que a fuga parece impossível. Das minhas contas com a média dos custos que encontrei na informação custam cerca de 100.000€ por ano. O Dr. Joseph Lam diz que com €1,5 podemos alimentar uma criança por uma semana na Etiópia onde em 2000 morreram mais de 100.000 pessoas de fome e 80% da população sobrevive com menos de €1,5 por dia. Se estes dados não estão muito errados só com o que custa manter na prisão um perigoso assassino podiam salvar-se de morrer de fome 500 a 1.000 crianças inocentes.
Se estes dados não estão muito errados é evidente que com o que custa criar um novo posto numa prisões e manter dentro um perigoso terrorista ou assassino se podiam salvar milhares de inocentes.
Em Itália é muito mais popular lutar contra a pena de morte de um mafioso assassino nos USA do que por salvar milhões de crianças inocentes. Em minha opinião isto explica-se pelo que eu chamo marxismo cultural mafioso e anti-americanismo comunista. 
Marx enganou-se em muita coisa mas acertou que os modos de produção, o capital, o dinheiro condicionam a política, religião, crenças, ideologias, civilidade e cultura. A mafia é a maior empresa italiana com um facturado anual que um estudo calculou em 90 biliões de euros mas outros calculam o dobro. A mafia condiciona esta cultura e civilidade mafiosa da prioridade contra a pena de morte para poder matar a baixo custo: 3.000€ custa em media um assassino. A faalta da pena de morte e a grande "civilidade" sobretudo com os piores criminosos que podem pagar os melhores advogados, contribui a encontrar assassinos a bom mercado e deter em exclusiva o melhor poder de condicionar a justiça, opinião pública, democracia e econmia.
Um terrorista, assassino do jornalista Walter Tobagi por escrever contra máfia, terrorismo e criminalidade, passou menos de 3 anos na prisão. Imagino que se fosse condenado a uma prisão onde trabalhasse para indemnizar a família e a sociedade e só comesse se colaborasse para a prisão dos cúmplices salvavam milhares de vítimas inocentes.
Se os políticos italianos que se ocuparam contra a pena de morte nos USA se ocupassem de melhores políticas de adopções podiam ser adoptadas milhões de crianças que morrem de fome.
Se a informação que se ocupou de defender a pena de morte fosse orientada contra a criminalidade, pela prevenção, por uma cultura de mais civilidade com as vítimas inocentes do que com criminosos biliões de pessoas podiam viver melhor e com menos criminalidade.
Parece-me que a ONU não era muito favorável à moratória contra a pena de morte mas a mobilitação italiana mobilizou primeiro Europa e depois a ONU.
Não sou por uma maior aplicação da pena de morte, mas muito menos pela sua exclusão quando com os custos de um assassino se podem salvara mais de 1.000 inocentes.
Se há milhões de crianças que morrem de fome não seria prioritário para a ONU promover e facilitar a sua adopção?
O pior desta catástrofe humanitária está na facilidade com que se podiam salvar fazendo mais felizes avôs, pais e irmãos. Penso que bastariam outras prioridades e valores da ONU, Papa, Vaticano, Igrejas de todas as religiões, fundações, associações e voluntários...
A prioridade da ONU, em minha opinião, seria promover uma melhor justiça internacional para evitar a condenação à morte de pobres inocentes, por motivos ideológicos ou religiosos.
Somas astronómicas dos impostos dos contribuintes servem para financiar guerras, mafias, corrupção política, maus governos ... Uma melhor justiça internacional da ONU e mais poder político seria o melhor meio de evitar guerras, terrorismo e criminalidade..
Penso que a melhor forma de pacificar o mundo será um forte poder à ONU, com mais poder para se tornar mais eficiente e autoridade moral internacional, união dos mais civis contra todas as formas de violência e tribunais internacionais para resolver os conflictos, com menos tolerância da criminalidade e terrorismo.
Mais neste blog: ONU-W-Gov: http://onu-w-gov.blogspot.com/search?q=pena+de+morte
Mais no blog USA-ONU: USA-ONU, http://usa-onu.blogspot.com/search?q=pena+de+morte
Mais em italiano:
V-Prodi: vittoria o vergogna? Pena di morte o morti di fame? Priorità a salvare assassini o innocenti? permalink , s6m, morte, fame, V-Prodi, vittoria, vergogna, pena di morte, priorità, salvare, assassini, innocenti.